Quem defende a renúncia de Temer quer barrar avanços do país, afirma Romero Jucá

O líder do governo no Senado, Romero Jucá (PMDB-RR) disse achar curioso que “algumas pessoas” no Congresso e na vida pública queiram usar uma investigação que está se iniciando para barrar os avanços que o Brasil está colhendo.

O senador apontou que, neste momento, há crescimento do emprego e queda na inflação. Além disso, defendeu a continuidade da votação das reformas da Previdência e trabalhista em análise no Congresso Nacional. Para ele, essas mudanças na legislação são essenciais para o país e vão melhorar a vida dos brasileiros.

Para Romero Jucá, alguns dos que defendem a antecipação das eleições presidenciais assim o fazem com medo da melhora na economia, o que, em sua avaliação, faria com que a população optasse por um governante capaz de manter a economia em alta. O senador também assegurou que o presidente Michel Temer não vai renunciar ao mandato.

“O presidente Michel Temer não vai renunciar porque não há motivo para renúncia. O cargo de presidente da República não vai ficar vago. Se as oposições querem disputar eleição, preparem-se para disputar eleição em 2018”, afirmou o senador.

Romero Jucá disse, ainda, que o relatório da reforma trabalhista será apresentado nesta terça-feira (23) na Comissão de Assuntos Econômicos do Senado.

Fonte: Agência Senado

Deixe uma resposta