Sancionada Lei que torna música Roraimeira o hino cultural do estado

Zeca PretoA Lei 1007/15 que regulamenta a canção “Roraimeira” o hino cultural do estado de Roraima, de autoria do deputado estadual Oleno Matos (PDT), foi sancionada pela governadora Suely Campos. As unidades escolares, públicas e particulares, de ensino fundamental, médio e profissional a partir de agora, terão que ensinar o Hino Cultural aos alunos.

A letra é do cantor e compositor regional José Maria de Souza Garcia, conhecido artisticamente como Zeca Preto. De acordo com a lei, o hino passa a ser executado em evento cultural, folclórico, legislativo, atividade escolar, entre outras cerimônias estaduais.

O deputado Oleno, juntamente com o autor da música, Zeca, atenderão à imprensa às 9h desta sexta-feira, 11, na sala de reuniões da Assembleia Legislativa (Ale-RR), que fica na parte superior do Plenário Noêmia Bastos Amazonas. Juntos, irão falar sobre esse momento de valorização cultural para a música regional e de reconhecimento aos artistas da terra. Participam do evento alusivo alguns artistas regionais e parlamentares.

Para Oleno, a sanção trará o conhecimento e reconhecimento das diferentes manifestações culturais do nosso Estado, as quais são de suma importância para a preservação do patrimônio histórico e cultural.

Segundo Oleno Matos, o hino é um dos representantes fundamentais de uma cidade ou país, pois sempre denota a história de um povo, sendo inclusive, adotado como símbolo nos estados da federação, dentre eles Roraima.

O parlamentar pontuou ainda o canto como forma de exteriorização de sentimentos.  “Sempre levou os poetas a exaltar em seus versos, os valores, o regionalismo e a grandeza de sua terra, confirmando a importância dessa canção para Hino Cultural do Estado de Roraima”.

O deputado ressaltou que “o projeto não só pretende mergulhar no regionalismo e na história do Estado, como também possibilitar aos jovens e adultos a contextualização do Roraima do ontem, do hoje e do futuro, a fim de que todas as nossas riquezas cantadas possam ser preservadas e vivenciadas por todas as gerações”.

HISTÓRIA – A música Roraimeira retrata o regionalismo e a cultura roraimense, tendo conquistado em 1984 o segundo lugar no II Festival de Música de Roraima. A partir desta canção o rio Branco, a capital Boa Vista, a serra do Tepequém e os buritizais passaram a ser temas de versos, das artes visuais, da dança, da literatura e da fotografia, originando a cena artística de cunho regionalista, em Roraima.

FOTO: Reynesson Damasceno; divulgação pessoal

Deixe uma resposta