TERCEIRIZADAS: Sesau se compromete a regularizar repasses a empresas

Os secretários e diretores ligados à gestão de pessoal da Sesau (Secretaria Estadual de Saúde) se reuniram nesta quarta-feira (11) com representantes de empresas terceirizadas que atuam nas principais unidades de saúde do Estado. Na ocasião, foi anunciado que a gestão irá regularizar os repasses devidos deste ano até o fim do mês, colocando em dia o pagamento dos trabalhadores terceirizados.

O secretário estadual de Saúde, Paulo Linhares, explicou que a regularização ocorrerá assim que for liberada a emenda da bancada de Roraima, no valor de R$ 35 milhões, cujo repasse já foi autorizado pelo Governo Federal e deve ser efetivado em breve.

A portaria nº 2.599, de 5 de outubro de 2017, já habilitou o Estado a receber os recursos para assistência de média e alta complexidade e com isso, a expectativa é que o Governo Federal libere este montante ainda neste mês. Este recurso será totalmente destinado para o custeio das principais unidades de saúde do Estado.

“Temos feito o possível para solucionar essa questão e cientes da situação destes trabalhadores, nos comprometemos a pagar não apenas um mês em atraso ou parcelar, mas sim regularizar todos os repasses deste ano, fazendo o possível para manter os próximos pagamentos em dia”, enfatizou.

Neste ano, os parlamentares da bancada federal de Roraima pediram a destinação de cerca de R$ 70 milhões do Orçamento da União de 2017 para que o Estado invista nas despesas correntes da Saúde. No entanto, o valor inicial foi contingenciado pela metade pelo Governo Federal, restando R$ 35,4 milhões. A emenda permitirá minimizar a falta de recursos com pessoal, materiais médico-hospitalares e despesas como leitos de retaguarda, manutenção de equipamentos, fornecimento de materiais e medicamentos.

Este recurso é necessário, considerando o aumento significativo na demanda e nos custos das ações e serviços públicos de saúde. Além de atender à população residente, Roraima recebe estrangeiros e indígenas, além de ficar distante dos principais fornecedores de materiais e medicamentos, o que encarece os custos.

Deixe uma resposta